quinta-feira, 14 de julho de 2016

Um lapso Ana Lourenço? Ou uma opinião?



  Roubado do Blog Jugular, uma impressionante demonstração de desconhecimento de Ana Lourenço, jornalista da RTP.
   Durante o programa 360º, na RTP 3, no momento em que Ricardo Paes Mamede comentava sobre as sanções a Portugal,  a jornalista Ana Lourenço interrompe o Economista para expressar uma espécie de deturpação/visão pessoal do que são os processos eleitorais pós legislativas, e a forma como se formam governos em sistema parlamentarista. 
    Para Ana Lourenço o actual executivo não é nem fruto de uma maioria parlamentar, nem fruto de eleições, e talvez, na sua visão jornalistica, não possua a legitimidade necessária para governar. A sua expressão é de tal forma rocambolesca que deixa Ricardo Paes Mamede em estado de estupefacção após ouvir "....não é porque houve eleições".
Depois disso, Ricardo Paes Mamede, estupefacto com as afirmações da jornalista, ainda tenta explicar, com a tentativa de Ana Lourenço, depois do pé na argola, de mudar de assunto. 

 

   Tentar convencer que o jornalismo de isenção existe, principalmente no que diz respeito ao canal publico, é a tentativa frustrada de tentar limpar a imagem do mau jornalismo de praça. São declarações, e opiniões, como esta que demonstram que o jornalismo está longe da isenção pretendida. 
   Ana Lourenço, como moderador, não pode intervir no debate com uma opinião formada, muito menos da forma como, onde a pretensão é tirar legitimidade ao actual executivo dando a ideia que não foi eleito democraticamente. 
   Assim vai o jornalismo.

texto de Jorge Miguel Pires

Sem comentários:

Enviar um comentário