domingo, 17 de janeiro de 2016

Antes Tino que Marcelo


 "Na minha modesta opinião… um acha-se o grande vencedor, é frio, calculista, vaidoso, assoberbado e falso… dois fazem figura de corpo presente, sabem que estão em outro campeonato e tentam conquistar esse espaço para depois numa segunda volta darem o seu apoio a outro candidato de esquerda… dois não fazem figura de corpo presente, ambos disputam o eleitorado do mesmo partido e a passagem à segunda volta em que o eleitorado de um deles repartir-se-á entre a esquerda e a direita… os restantes querem dar nas vistas, acreditam num milagre, dão ferroadas em adversários ou são ingénuos.
Estranho não existirem sondagens dia a dia… estranho que um dos candidatos da direita não demonstre os seus apoios mais importantes… porque a alta finança, a direita e os principais meios de comunicação social há muito que já demonstraram quem apoiam de forma gratuita,… ou talvez não... Estará o Tribunal de Contas atento aos financiamentos e à liberdade editorial?"

 10 candidatos que pretendem honrar, ou não, a Constituição da República Portuguesa… Candidatos para todos os gostos… ingénuos, humildes, mentirosos, vaidosos, frios e calculistas, corajosos, assoberbados, do sistema, independentes, de esquerda, da direita e do faz de conta.
   Na minha modesta opinião… um acha-se o grande vencedor, é frio, calculista, vaidoso, assoberbado e falso… dois fazem figura de corpo presente, sabem que estão em outro campeonato e tentam conquistar esse espaço para depois numa segunda volta darem o seu apoio a outro candidato de esquerda… dois não fazem figura de corpo presente, ambos disputam o eleitorado do mesmo partido e a passagem à segunda volta em que o eleitorado de um deles repartir-se-á entre a esquerda e a direita… os restantes querem dar nas vistas, acreditam num milagre, dão ferroadas em adversários ou são ingénuos.
Estranho não existirem sondagens dia a dia… estranho que um dos candidatos da direita não demonstre os seus apoios mais importantes… porque a alta finança, a direita e os principais meios de comunicação social há muito que já demonstraram quem apoiam de forma gratuita,… ou talvez não... Estará o Tribunal de Contas atento aos financiamentos e à liberdade editorial?
  Será que os cidadãos gostarão de ser uma vez mais enganados votando no simpático, cordial, falso, teatral, “amigo” de todos, aquele que não é adepto de nenhum grande clube e que vive numa talvez nebulosa aos olhos do povo. Não me interessa se escapou indevidamente ou não ao serviço militar obrigatório, não me interessa se foi ou não afilhado de Marcelo Caetano, se era ou não seu conselheiro, se o seu pai foi ministro do antigo regime, se apoia a monarquia ou se passa férias com a alta finança. Mas interessa-me saber se é sincero, se é honesto e se é ou não mentiroso e falso. As constantes contradições dele indiciam uma resposta… mas… as pessoas erram, mudam e até degeneram dos seus e do ambiente à sua volta. Mas, “diz-me com quem andas dir-te-ei quem és” é um ditado que se aplica para se puderem eliminar desde já uns quantos candidatos… só é pena que o povo não esteja devidamente informado porque não existe um serviço público de informação isento, livre e que promova a igualdade. Que raio de justiça é a nossa que em vez de promover a igualdade promove leis que promovam a injustiça, a desigualdade, a alta finança, a corrupção, o tráfico de influências, o crime,… É verdade que as pessoas mudam, até pode… quem sabe… desvincular-se do seu partido… mas normalmente, espero estar enganado, este tipo de pessoas muda para pior.
   É verdade que não gostaria de ter um Presidente ingénuo, que pudesse envergonhar-nos, que não estivesse preparado para nos representar, negociar e decidir em campos em que não tenha qualquer experiência mesmo que bem assessorado. Na minha modesta opinião, não conhecendo o Tino e sabendo que não conheço o Marcelo, se a utopia nos levasse a um milagre duma segunda volta entre os dois… votaria Tino. Espero poder estar enganado nesta hipotética caracterização mas prefiro uma pessoa sem experiência, bem intencionada, bem formada, com valores, sincera, honesta, humilde e ingénua do que outra fria e calculista, falsa, esquecida, fingida, teatral, que se contradiz constantemente, assoberbada e principalmente amigo dos meus inimigos que veneram a austeridade, a corrupção, o tráfico de influências, a desigualdade, a injustiça e o poder a qualquer preço.

   Acredito que Cavaco uma vez mais dê uma mãozinha à esquerda… acredito que o veneno que a direita exala será o seu próprio coveiro,… acredito que nos últimos 10 dias muitos votos mudarão de mão mesmo que não venham a existir sondagens diárias (o partido do qual sou membro, o LIVRE, que o diga)… acredito que, apesar de não conhecer Sampaio da Nóvoa, este, consiga vencer numa segunda volta o candidato daquilo que não desejo para mim, para a minha família, para o meu filho, para os meus amigos e para o meu país.





Luís Figueiredo
Grupo de Coordenação Local do Distrito de Setúbal do LIVRE